Neorrealismo Cinematográfico Italiano

Curso
Neorrealismo Cinematográfico Italiano


O curso, que será ministrado pelo prof. João Eduardo Hidalgo, será dividido em quatro encontros de três horas, às sextas-feiras, de 04 a 25 de novembro, no Espaço Itaú de Cinema – Augusta |Anexo

João Eduardo Hidalgo é doutor em comunicação (cinema) pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e pela Universidad Complutense de Madrid. Já orientou a realização de mais de sessenta curtas-metragens e realizou várias exposições de fotografia. Atua na produção e interpretação de conteúdo para audiovisual.

Na Itália imediatamente posterior a Segunda Guerra Mundial o cinema estava, como quase tudo no país, praticamente destruído. Não havia material para filmagens, atores tinham fugido do país e os cinemas estavam quase destruídos pelas bombas inimigas. Diante deste cenário um grupo de cineastas liderados por Rossellini, Zavattini e De Sica, resolveu produzir e dirigir os filmes que retratassem o momento, utilizando os recursos que existiam: atores não profissionais, filmagens em exteriores, iluminação natural. De uma necessidade imposta nasceu um dos movimentos cinematográficos fundamentais e que até hoje influencia os diretores por todo o mundo, o neorrealismo cinematográfico italiano.

Programa

4 de novembro, sexta-feira
Da literatura ao cinema, o neorrelismo surge na tela Obsessão de Luchino Visconti (Ossessione, 1943). A apropriação do real no cinema de Roberto Rossellini: Alemanha, Ano Zero (Germania anno zero, 1948), Stromboli (Stromboli, Terra di Dio, 1950), Europa 51 (1952), Onde Está a Liberdade?(Dov’é la libertà?,1952), Viagem à Itália (Viaggio in Itália, 1953). A colaboração entre Zavattini e De Sica: Ladrões de Bicicleta (Ladri di Biciclette, 1948).

11 de novembro, sexta-feira
Os limites do neorrealismo: Roma Cidade Aberta (Roma città aperta, 1945) a Rocco e seus Irmãos (Rocco e i suoi Fratelli, 1960). Registro quase documental do pós-guerra Vítimas da Tormenta (Sciuscià), Un giorno nella vita e Paisà (1946). O humano como medida: A Terra Treme (La terra trema, 1949), Miracolo a Milano (1950) e Umberto D. (1951).

18 de novembro, sexta-feira
O melodrama social de Visconti, Bellissima (1951). O diretor mais conhecido do movimento Federico Fellini: Luci del varietà (1950), O Abismo de um Sonho (Lo sceicco bianco, 1952), A Estrada da Vida (La strada, 1954).

25 de novembro, sexta-feira
Importância do neorrelismo italiano para o cinema da Itália e do mundo: diálogos com Nelson Pereira dos Santos e Abbas Kiarostami, entre outros. Rio 40 graus (1955), Através das Oliveiras (Zire darakhatan zeyton, 1994), O Vento nos levará (Bad ma ra khahad bord, 1999), Almoço em agosto (Pranzo de Ferragosto, 2008) de Gianni di Gregorio.

Bibliografia

BERNADET, Jean-Claude. O que é o cinema. São Paulo: Editora Brasiliense, 1996.

_________ Caminhos de Kiarostami. São Paulo: Companhia das Letras, 2004. BORDWELL, David; THOMPSON, Kristin. Arte cinematográfico. Madrid: McGraw Hill, 2003.

CARRIÈRE, Jean-Claude. Prática do roteiro cinematográfico. São Paulo: JSN, 1996.

DELEUZE, Gilles. A imagem-movimento. Lisboa: Assírio & Alvim, 1983.

__________ A imagem-tempo. São Paulo: Brasiliense, 2005.

EISENSTEIN, Sergei. O sentido do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.

FABRIS, Mariarosaria. O neo-realismo cinematográfico italiano. São Paulo: Edusp, 1996.

__________ Nelson Pereira dos Santos: um olhar neo-realista? São Paulo: Edusp, 1994.

FIELD, Syd. Manual de roteiro. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 1994.

GODARD, Jean-Luc. Introdução a uma verdadeira história do cinema. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

HIDALGO, João Eduardo. “Morte de um ciclista” In FABRIS, Mariarosaria (Org.). Olhares Neo-realistas. São Paulo: CCBB, 2007.

MEIRELLES, Fernando; MANTOVANI, Bráulio. Cidade de Deus (Roteiro). Rio de Janeiro: Objetiva, 2003.

KIAROSTAMI, Abbas. Duas ou três coisas que sei de mim. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

TULARD, Jean. Dicionário de cinema: os diretores. São Paulo: L&PM, 1996.

XAVIER, Ismail. A opacidade e a transparência. São Paulo: Paz e Terra, 2005

Localização

No Espaço Itaú de Cinema – Augusta | Anexo

Endereço: Rua Augusta, 1470 – Cerqueira César / São Paulo

Período: 4 a 25 de novembro de 2016

Horário: 19h30 às 22h30, sextas-feiras

Carga horária: 12 horas em 4 encontros

Vagas: 30 pessoas (mínimo de 15 para a realização do curso)

Inscrições: (11) 3266-5115 | escola@cinespaco.com.br | Rua Antônio Carlos, 288 – 1º andar

Formas de Pagamento

Valor até 01/11
R$ 280,00 à vista ou 2 cheques de R$ 150,00

Valor a partir de 02/11
R$ 310,00 à vista ou 2 cheques de R$ 170,00

Valor da aula avulsa
R$ 100,00

Mais informações

Preencha o formulário abaixo que responderemos assim que possível.

Contate-nos

Share by: